"Demorei-me a contemplá-las, sob aquele céu clemente, a ver as borboletas esvoaçando por entre urze e as compânulas, a ouvir a brisa suave soprando através da relva e a pensar como poderia alguém imaginar, sequer, sonos agitados sobre aquela terra."
Emily Brontë

14 de novembro de 2012

. 
Reparara pouco naquele menino que viajava sempre no mesmo autocarro que eu. Quando subia cumprimentava-me e descia no hospital mais próximo. Tinha o aspeto de um menino bem cuidado, de boa família, modos agradáveis, e embora fosse pequenino, tinha uma expressão madura. Contudo, sem perder o olhar de inocência e alegria.
Quando descia do autocarro e este se afastava, observava-o, de sorriso no rosto. Todos os passageiros habituais o conheciam. Era a mãe doente que ía visitar - segredou-me uma senhora que habitualmente saia na última paragem da carreira para ir buscar o marido ao lar. E o menino continuava, e confesso que dava gosto, após um dia atarefado, observar aquele rapaz com um ramo de flores na mão para entregar à mãe.
Um dia, deixou de aparecer. A tal senhora contou-me, pesarosa, que a mãe falecera.
Não pude deixar de sentir alguma mágoa por saber que o rapaz não mais voltaria a descer naquela paragem nem veria mais a sua mãe. Passadas semanas, entrou ele pela porta do autocarro, sorridente, embora os seus olhos castanhos brilhassem com alguma mágoa.
Quisera despedir-se dos seus companheiros de viagem, contou-nos. Iria mudar de cidade com os avós, mas em breve voltaria. A mãe pedira-lhe para não chorar a sua morte, e como recebera uma educação religiosa, acreditava que ela estaria presente. Ainda hoje penso naquele menino e no tempo em que o via descer no hospital, sorridente, com um ramo de flores na mão.

8 comentários:

  1. Isto passou-se mesmo contigo? Que história linda :o

    ResponderEliminar
  2. Eu escondo o que sinto, por exemplo eu não estou bem mas estou smepre a rir-me e etc.


    Este texto está lindo mesmo!! Eu arrepiei-me.

    ResponderEliminar
  3. Que arrepios! A música e o texto, credo! Isto é mesmo verdade? Está fantástico, parabéns!

    ResponderEliminar
  4. muito obrigada, o teu blog também está fantástico!

    ResponderEliminar
  5. Novo perfil. E nova URL:

    http://sentimentosincontrolados.blogspot.pt/

    ResponderEliminar